quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Ontem À Noite

Tinha chegado há pouco. Comi qualquer coisa e descansava as mãos descascadas do crossfit. O Gato Preto deitou-se no colo. E ela, pouco depois aninhou-se no outro canto do sofá. O cenário normal de uma noite a meio da semana. Ela fazia zapping pela televisão até que vê o genérico da série que faz parar qualquer rapariga ou mulher. Carrie ia começar a entrar na nossa sala. Ela mais as suas amigas. Vejo nos olhos dela alguma indecisão. O sono já lhe pesava mas, a série, a série. Já tinha visto aquele episódio. Como já viu todos. Mas isso não era impeditivo. Recostou-se para trás e voltou a aninhar-se. Três pares de olhos na televisão. Acreditamos que o Gato Preto também vêm.


Carrie tinha o problema de deixar ou não deixar as coisas na casa do Big. Mas a determinada altura Carrie diz que fez, pela primeira vez, o “number two” na casa do big. Samatha dá-lhe um hi five. Charlote exaspera-se. Mas o tradutor escreveu “arrear o calhau”. Ali estão quatro das mais estereotipadas nova iorquinas, num bar cool, vestidas com esmero e fala-se em “arrear o calhau”.

4 comentários:

CatParkinson disse...

Tão bom. (claro que não) mas ri alto quando li a parte da terrível tradução e imediatamente lembrei-me da primeira vez que vi esse episódio e também me chamou a atenção a tradução...é que corta totalmente o momento. Lembro-me de pensar...bem tenho que comentar isto com alguem que não dá para acreditar!

E disse...

A tradução é muito importante, não é? Não sei o que terá passado pela cabeça do tradutor.

melody disse...

Opa. Eu tenho uma data de expressões, frases e palavras que não suporto. Essa é uma delas.
Já vi e revi vezes sem conta SATC - tenho a colecção original dos DVD's. E essa é a pior tradução de sempre, com uma das expressões mais horripilantes de sempre. É de mudar de canal, mesmo.

E disse...

Melody, é tão chato quando traduções arruinam completamente o espírito do que estamos a ver.