sexta-feira, 1 de março de 2013

Ser tipo é ser monótono



É gostar de azuis. E verdes. E cores neutras. Menos o castanho. Não gosto. O preto é bem vindo, amiúde. Dizem que assim é ser aborrecido. Não perceber que se é cinzento. É preciso arriscar, sair da zona de conforto. Não compreendo. Não é suposto compreender, talvez. Como se ter pinta fosse equivalente às cores que se usa. Como ter estilo fosse ser multicor.


Johnny Cash. Estilo e pinta. Cor predominante o preto.
Tom Hardy. Estilo e pinta. Manter as coisas simples e básicas.

Paul Newman. Estilo e pinta. Básicos funcionam sempre. O homem por debaixo dos trapos.
Morrisey. É inglês. Quando a pop era pop e o indie era soberbo era o senhor a imitar.
Steve McQueen. Não tinha nem estilo nem pinta, o senhor King of Cool.

Apenas alguns. 

Sem comentários: