quinta-feira, 18 de abril de 2013

E então, fui a um evento social

A semana passada recebi um e-mail: na Terça queres ir ao Maine a um coktail? Aceitei. Apenas e só depois de saber que não havia dress code. Curiosamente nessa mesma semana acabei por ver Breakfast at Tiffay. E fui ler umas páginas dessa novela. E na Terça havia grandes diferenças do livro para o filme e para a minha realidade. Ela por acaso estava de preto. Uma túnica que se colava às curvas. Mas o cabelo era outro. E Audrey ficou com inveja. 

Naquela noite no Maine Capote teria feito amigos. Eu arrastei-me pelo espaço. Giro. Como tantos outros. Pedante. Como muitos. Pretensioso. Como eu. Mulheres mais produzidas que bonitas. Tipos demasiado esforçados a serem cool. Sapatos da moda e camisas com dois botões abertos. Todos bronzeados nesta altura. 

Então, e você, o que é que faz?! Estou envolto numa conversa e agora esperam pela minha resposta. Eu? Sim, você! Eu fabrico sonhos, respondo muito sério. Riem-se todos. Agora a serio, diga lá, o que faz. Sonhos, insisto. E fiquei sozinho.


4 comentários:

o mesmo de sempre. disse...

ahah estavas no sitio errado com as pessoas erradas meu velho!
mas bela resposta..
abraço! sabado estão por lá? ou por cá?

margas disse...

"Mulheres mais produzidas que bonitas." Pessoas a esforçarem-se para serem aquilo que pensam ser cool, a essência das pessoas perde-se nesses meios!

E disse...

Hahahah, foi fixe, nao foi?

Estamos por cá.

E disse...

A história da nossa sociedade