terça-feira, 20 de maio de 2014

Quem Somos Nós?

Tenho, como quase todas as pessoas, Facebook pessoal. Tenho, como quase todas as pessoas, uma carrada de "amigos". Amigos a sério. Conhecidos. Colegas de trabalho. Colegas de faculdade. Diversos e casuais. E, ainda que, tudo seja uma liberdade, eu, como quase todas as pessoas, não escreve o que pensa. O que acha. O que quer. Somos confrontados com uma limitação auto-imposta. Sabemos onde devemos ir e onde não podemos. A liberdade nunca é total. Nunca é.

E nunca é porque há dogmas. E estigmas. E preconceitos. E porque todos avaliam todos e tudo é avaliado. Criticado. Surgem artigos sobre as piores pessoas para ter como amigos no Facebbok. Aquele que faz sempre like. Aquele que partilha tudo. Aquele que tenta sempre ser engraçado. Aquele isto e aquele outro. E isto constrói a nossa nossa de liberdade. Andamos ali a ser livres amarrados por correntes que nós construímos.

E aqui, a questão mantém-se. Um nick. Uma imagem pequena. Uma pequena gota da possibilidade de ser anónimo. De ser invisivel. De ser quem se é, por detrás de um ecrãn. Ser-se mau se se é mau. Ser-se bom se se é bom. Será que é nesta questão blogesférica que somos aquilo que somos de verdade?

Penso nisto quanto este fim-de-semana visitei uns amigos que foram pais. Aquele bebé (mais fixe do mundo) é ele independentemente do que pensamos que ele seja. Uns outros amigos vão ser pais também  daqui a uns tempos. E todos esperamos que estes dois bebés se tornem bons. Boas pessoas. E sejam livres. Mas sabemos que nunca o serão. E neste dias dias que se apregoa a necessidade de sermos livres, de sermos nós, pergunto-me se sabemos a sério quem é que nós somos?



2 comentários:

A Maleta disse...

Acho que sabemos quem somos, mas partilhamos o nosso verdadeiro eu com muito pouca gente, se não só connosco mesmos. E sim, estamos a anos luz de algum dia sermos livres! Não só por tudo o que não podemos/devemos fazer, pensar, dizer... mas também por tudo aquilo que achamos que devemos ter, ser, parecer ou fazer... tudo isso nos limita e nos prende.

E disse...

A liberdade é um engodo