terça-feira, 23 de setembro de 2014

Nova Iorque

O raio da cidade sempre foi um fascínio. Sempre! Já lá fui. Mas continua a fascinar-me. Nos últimos dias (semanas, quem quero enganar), as saudades têm sido maiores. Correr pelo Central Park (só andei de bicicleta). Ir ao High Lane. Tudo o que fiz e não fiz e quero fazer. Enfim, voltar, ficar e viver. O sonho que talvez nunca será concretizado. Ah, o MET, a par do D`Orsay o melhor museu para mim. E isto são gostos, subjectivos, claro. Gostos nunca têm nada de objectivo. Como as clarks que comprei lá proque sim, sempre quis ter umas clark desert boots. E os ténis, tantos ténis.

1 comentário:

Iva Araújo disse...

As tuas descrições de Nova Iorque fazem-me sonhar cada vez mais com esta cidade... Aí!